Sobre o CIPES

O CIPES foi fundado em 1998 e, desde a sua criação, tem desenvolvido investigação académica no sentido da promoção do pensamento crítico e de uma compreensão informada sobre as questões políticas vitais que o ensino superior enfrenta, quer ao nível nacional, quer internacional. A amplitude e profundidade dos projetos e publicações englobam as principais questões relacionadas com as políticas de ensino superior e refletem a diversidade de origens académicas dos investigadores do Centro.

O CIPES foi inicialmente fundado como um centro de investigação da Fundação das Universidades Portuguesas (FUP). Em 2006, a FUP passou por uma profunda reestruturação e reconheceu que o CIPES necessitava de maior autonomia, tendo sido decidido transformar o Centro numa associação privada fundada numa parceria entre as Universidades de Aveiro e do Porto, mas aberta a outras instituições de ensino superior, uma mudança que se tornou efetiva a partir de 1 de julho de 2007.

O ensino superior constitui uma área de estudo relativamente recente, sendo que e, na Europa, a investigação nesta área começou a ser alvo de atenção principalmente a partir da década de 1970. O CIPES envidou esforços no sentido de se tornar um centro de referência em Portugal e no estrangeiro. A nível nacional, o CIPES tem vindo a contribuir para o reforço do debate público sobre as questões do ensino superior, por forma a fortalecer o desenvolvimento de estudos nesta área, bem como o fortalecimento da gestão institucional e da governação nas instituições de ensino superior portuguesas. Após um período de crescimento significativo, o CIPES é, atualmente, um dos mais importantes centros do mundo dedicados à investigação na área do ensino superior.

Desde a sua criação, o CIPES atribuiu grande relevância à internacionalização das suas atividades, sendo um parceiro ativo em várias redes de investigação na área da investigação do ensino superior, tanto na Europa como no resto do mundo. Destacam-se, de entre estas redes de investigação, o CHER (Consortium of Higher Education Researchers), a EAIR (European Association for Institutional Research), a HEDDA (Higher Education Development Association) e o EUREDOCS (European Research and Higher Education Doctoral Studies). O CIPES tem vindo a participar ativamente em vários projetos internacionais de investigação e a participação dos seus investigadores em associações científicas e conferências internacionais relevantes, bem como a publicação regular em revistas científicas internacionais tornaram-se uma prática consolidada. O envolvimento do CIPES na organização de seminários e conferências internacionais sobre diversos temas políticos tem sido fundamental para consolidar as suas linhas de investigação e alcançar uma elevada visibilidade internacional.

Um elemento central da política de internacionalização foi a participação do CIPES como membro fundador do Consórcio HEDDA, juntamente com centros congéneres do Reino Unido, Finlândia, Noruega, França, Países Baixos, Alemanha e República Checa. O CIPES tem, também, sido um membro muito ativo da EUREDOCS – a Rede Europeia de Doutorandos em Ensino Superior –, que se tem vindo a constituir como um fórum extremamente valioso para investigação de ponta em temas de ensino superior na Europa. O CIPES foi, igualmente, membro da PRIME Network of Excellence, durante a sua existência (2003-2008).

O CIPES atribui elevada relevância a uma intensa atividade de disseminação dos seus resultados de investigação, particularmente a nível internacional. O ritmo e o nível de publicações tem promovido a visibilidade e o reconhecimento nacional e internacional do CIPES e proporcionado novas e interessantes oportunidades de colaboração e intervenção. De acordo com a sua missão fundadora, o CIPES publica, também, estudos em português, com o objetivo de desenvolver a consciencialização das instituições portuguesas relativamente às tendências e debates das políticas de ensino superior.

O CIPES dedica, também, grande atenção à formação avançada no ensino superior. Vários membros do CIPES têm colaborado em programas de mestrado e doutoramento nas suas universidades associadas. Assim, participou ativamente na criação do Programa Doutoral em Estudos do Ensino Superior, juntamente com as Universidades do Porto e Aveiro, o qual funcionou durante vários anos e contribuiu para formar vários jovens investigadores de elevado potencial. Por outro lado, tem colaborado em algumas das principais atividades de formação pós-graduada a nível europeu. Deste modo, participou no Mestrado Europeu ERASMUS Mundus em Políticas de Ensino Superior, coorganizado pelas Universidades de Aveiro, Oslo e Tampere (2005-2011) e tem colaborado, através da FPCE-U.Porto, na rede doutoral UNIKE, juntamente com as Universidades de Aarhus, Bristol, Roehampton e Ljubljana, e a ENS Lyon.

O ensino superior não é uma disciplina autónoma, mas uma área de investigação para a qual contribuem múltiplas disciplinas. O trabalho do CIPES tem sido fiel a essa tradição e tem-se desenvolvido permanentemente como uma unidade multidisciplinar. Tal foi possível devido ao facto de a sua equipa de investigadores possuir uma significativa variedade de formações académicas: Engenharia, Economia, Gestão, Sociologia, Filosofia, Ciências da Educação, História e Geografia. Esta natureza multidisciplinar da investigação desenvolvida no CIPES significa que cada projeto e cada linha de investigação beneficiam do conhecimento multidisciplinar dos seus membros.

O crescimento do Centro e das suas atividades conduziram à identificação de três principais linhas de investigação: políticas ao nível do sistema, análise institucional e organizacional, e relevância económica e social do ensino superior. Estas linhas foram definidas principalmente com o fim de facilitar a coordenação e organização dos vários projetos de investigação e fortalecer a continuidade nos programas de investigação. Embora o CIPES esteja organizado em torno destas três linhas principais de investigação, existe uma intensa interação entre todos os investigadores e todos os projetos de investigação. Esta interação significa que cada linha de investigação se articula com e sustenta significativamente nas restantes linhas através da partilha dos processos e resultados da sua atividade de investigação. Tal tem contribuído para estimular um ambiente intelectual rico e inovador.

Sendo o único centro de investigação português especializado em políticas do ensino superior, o CIPES é frequentemente convidado a dar contribuições em conferências promovidas por associações profissionais, instituições de ensino superior e associações de estudantes.

A nível nacional, o CIPES colabora frequentemente com o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior. O Centro tem, também, colaborado regularmente com algumas das mais importantes organizações do sistema, como o Conselho Nacional de Educação (CNE), o Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas (CRUP), o Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos (CCISP), a Associação Portuguesa de Ensino Superior Privado (APESP) ou a Agência para a Avaliação e Acreditação do Ensino Superior (A3ES). Os investigadores do CIPES são regularmente consultados por estas organizações para as apoiarem, com os seus conhecimentos técnicos, em questões do ensino superior, tais como financiamento, qualidade e governação.

O CIPES tem participado e/ou organizado um grande número de conferências e seminários num conjunto diversificado de tópicos (tais como acesso, financiamento, qualidade, governação, processo de Bolonha, regulação do mercado no ensino superior, emergência de stakeholders, nova gestão pública e managerialismo) num elevado número de universidades e institutos politécnicos, associações de estudantes, organizações profissionais e fundações. Destacam-se também importantes projetos desenvolvidos em parceria com as principais Fundações portuguesas com interesse na área da educação, tais como as Fundações Calouste Gulbenkian, Francisco Manuel dos Santos e Belmiro de Azevedo/Edulog.

O CIPES desenvolve, também, atividades de divulgação a nível internacional. Tem sido responsável por uma série de atividades de avaliação da qualidade, nomeadamente por auditorias institucionais para a European University Association (EUA). O Centro colaborou, igualmente, na elaboração de documentos e participou em conferências organizadas pela Institutional Management in Higher Education (IMHE/OECD), a European University Association (EUA), o Center for Educational Research and Innovation (CERI/OECD), a International Association of Universities (IAU), o Consortium of Higher Education Researchers (CHER) e o The European Higher Education Society (EAIR). Vários dos seus investigadores têm sido, também, convidados a dar palestras e a participar em comissões consultivas organizadas por decisores políticos em vários países.

Notícias

Terça, 16 Outubro, 2018

Encontra-se aberto um concurso para recrutamento de 1 (um) lugar de Doutorado de nível inicial para o exercício de atividades de investigação científica na área científica das Ciências Sociais com vista ao desenvolvimento de funções no âmbito do p...

Quarta, 04 Julho, 2018

O CIPES marcou presença no Encontro Ciência 2018 para apresentar os resultados de três projetos. Mais informação sobre o evento pode ser encontrada em encontrociencia.pt e em #Ciencia2018PT. As apresent...

Eventos

Sexta, 16 Fevereiro, 2018

Call for Proposals
CHER 31st Annual Conference
Differentiation and Integration in Higher Education: Patterns and Dynamics
National Research University Higher School of Economics
Con...

Sexta, 16 Fevereiro, 2018

Call for Proposals
Eair 40th Annual Forum Budapest 2018
26-29 August 2018
Competition, Cooperation and Complementarity in Higher Education

More Information at ...